Páginas

quinta-feira, abril 26, 2007

Sou feito de estrelas.
Meus olhos devoram o sol nascente.
Carrego em meu ventre
o alimento das plantas,
as dores dos esquecidos,
os sonhos do povo,
as virtudes dos libertinos.
Em silêncio
pinto com meu sorriso
um arco-iris encantado.
E chamo o mundo pra dançar.!


Lúcia Araújo


2 comentários:

Pedro César disse...

Lúcia fez este poema para mim...adorei...
obrigado e muitos beijos
Pedro

Lucia disse...

Quero merecer sempre este homem alegre ao meu lado!